quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Acolhida

Seu colo cura todo calo
Cala toda culpa
Cola cada caco

Seu colo cai do céu
Com todo cuidado
No canto de um quarto
No cheiro da chuva.